Carniça

by

Perambulando por terras arridas, o animal procurava um pequeno tufo de grama para enganar o ventre. Já fazia 3 meses que não chovia e que a comida tinha se tornado mais escassa. Com dor nas juntas a vaca caminhava vagorosamente em direção a cidade, aves de má sorte a seguiam esperando que ela desmaisse ou caisse morta para arrancar a magra carne que circundava os seus ossos. Porém tiveram que esperar até a besta alcançar a cidade.
Lá ela não durou muito, assim que chegou seres bipedes e esquelitcos a mataram, comeram o que puderam e deixaram o resto para os abutres que mereciam as víceras do animal. Os anos se passaram a chuva voltou e foi embora, as pessoas engordaram, os abutres emagreceram, os homens emagreceram e os urubus comeram.
Passará 15 anos desde que Boris, o caolho, tinha posto na boca os magros musculos da vaca. Boris que tinha perdido o olho para um corvo ao ficar desacordado não se lembrava do nome da sua mãe e nem do seu pai. Bem que, o nome do pai nunca tinha lhe sido revelado e que a sua mãe tinha dois nomes. Um que o padre, o prefeito e o juiz a conheciam e o outro famoso para o açogueiro, o padeiro e o carteiro. Nenhum dos três nomes vinha a mente de Boris.
Os meses se passaram e percebeu-se que o carteiro também não lembrava do nome dos pais e no caso dele, não tinha essas confusões todas. Depois foi a vez do policial, do bombeiro e do médico da cidade. Numa segunda-feira de manhã, Boris não conceguiu se levantar, babava excessivamente e de nada se lembrava. Seres de preto vieram visitá-lo e esperaram que seus membros paracem de mexer.

Uma resposta to “Carniça”

  1. BlackCat. Says:

    Macabro…
    😀

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: