Archive for the ‘chuleta com sal’ Category

Por que ninguém prova de ET`s existem?

julho 22, 2012

Pessoal,

Sei que este pobre blog já vos trouxe algum conteúdo a respeito de discos voadores, extraterrestres, ciências ocultas, entre outras coisas estranhas; claro, tudo isso sem lá muita credibilidade ou isenção dos fatos. Bom falando em fatos há um dito que gosto muito: “contra fatos não há argumentos” – sábio aquele que disso isso e por isso mesmo que agora provoco sua reação…

(more…)

Anúncios

O que fez o Papai Noel a Karl Marx?

novembro 5, 2010

Papai Noel

Aproveitando o gancho dos últimos dias, em que vimos os franceses brigando pelos seus direitos ao bem estar social, tive um lapso que me fez recordar de alguns fatos históricos ligados a sociologia. Óbvio, quando se fala de assuntos relacionados a sociedade é impossível deixar de mencionar Karl Marx.

(more…)

ônibus

março 1, 2010

– Não me lembro de todos os detalhes com precisão…

– Conte-me o que você sabe então.

– Esta bem, tudo começou hoje de manhã, como todos os dias eu estava indo para o meu desinteressante trabalho. Como você já deve saber eu sou funcionário do Detran e passo o dia carimbando formulários e requerimentos. É um trabalho penoso e enfiado naquele muquifo, sem ver a luz do dia e com a fumaça de cigarro pairando no ar torna o lugar um tanto insuportável. Voltando para o que aconteceu, eu estava a caminho do trabalho no meu terceiro ônibus. Enlatados comigo estavam uma pequena centena de pessoas, foi quando esmagado por bundas, braços e com pouco ar nos pulmões pude perceber na cintura de um passageiro um revólver prateado. O sol refletia na arma e a fazia brilhar o que fisgava o meu olhar sobre ela. Nossos olhos são os únicos órgãos que não sofrem pressões dentro do ônibus, são os únicos que podemos movimentar sem dificuldades. Mas enquanto os dos outros passageiros estavam à procura de espaços para respirar os meus estavam fixados na arma. Eu não tinha medo daquele homem sacar a arma e assaltar ou assassinar uma pessoa no ônibus, pois simplesmente era impossível com aquele tanto de mundo. Fruto do azar ou do poder da fascinação a constrição fez o revólver cair da cintura do homem. Amortecida pelas calças, coxas e pés a pistola atingiu o chão sem grande barulho e não chamou a atenção mesmo ricocheteando entre as já comprimidas pernas. Três paradas a frente era um ponto nevrálgico da linha, o ônibus se esvaziava pela metade, mas rapidamente outra manada vinha preencher os espaços vazios. Não era a minha parada, mas com a movimentação de pessoas eu poderia alcançar aquele objeto que tanto me fascinava. Foi assim que sucedeu, entre uma boiada e outra consegui me abaixar e pegar a arma. Ao levantar eu mal conseguia erguer a cabeça e respirar como se a passagem entre o mar de gente tivesse se fechada sobre mim. Confinado entre as peles sebosas e os cabelos oleosos pude perceber o olho do homem fixado sobre mim. Se por um instante eu tinha pensado em perfurar o meu chefe doze vezes eu não podia mais.
Aquele olho me fixava, não piscava e como uma ave de rapina a pupila se focava na presa. O olho daquele homem era mais do que uma janela para a alma, mas também um espelho da minha danação. Recuperar o revólver e matar a testemunha era o que dizia o glóbulo.
A viagem continuava e mesmo com as vibrações e instabilidades aquele olho não desgrudava em nenhum momento de mim. Cheguei ao meu ponto, durante a parte da viagem em que eu estava armado e fuzilado eu tinha chego a covarde conclusão de devolver a arma para o olho. Assim que coloquei o pé na calçada senti uma força me segurando pelo braço. Virei-me e lá estava o olho acompanhado do seu par simétrico e tão severo quanto. Apontei a arma para ele. O olho não mudou de expressão, aproximei o cano e entreguei o revólver.
Depois disso não lembro de mais nada, acordei com uma dor de cabeça aqui na delegacia. Acredito que ele me deu uma coronhada e desmaiei.

– Se esse for o caso você não deveria estar num hospital?!

– Acho que sim, não sei por que me seguras aqui!?

-Talvez tenha a ver com o seu chefe.

– O que tem ele?

– Contaram 12 furos no corpo dele.

Um ano de Chuleta

setembro 15, 2009

Sim, ontem o chuletacomsal.wordpress.com, vulgo “Chuletinha”, completou o primeiro de muitos anos.

Apesar da carência de posts recentemente, o humilde e despretensioso blog completa um ano de atividade, com 300 posts e muitos acessos (ou não).

Até

Assine nosso feed

março 16, 2009

Se quiser receber as atualizações do Chuleta com Sal diariamente no seu email ou RSS Reader (Google Reader, FeedDemon, FeedReader, entre outros), basta clicar nos icones abaixo ou na barra lateral! Deste modo você acompanha o site facilmente, sem perder nenhum post:

Para saber o que é RSS, como funciona e como utilizar, visite o nosso post explicativo.

Como preparar uma chuleta

fevereiro 10, 2009

Parece um tanto quanto inusitado, mas temos muitos usuários que nos procuram para saber preparar uma chuleta. Dada tais circunstâncias, não poderia deixar de ajudar nesta árdua tarefa de preparar o churrasco do fim de semana. Vamos lá:

  1. 2kg de chuleta;
  2. Sal a gosto;
  3. Grelha para churrasqueira;
  4. Churrasqueira e carvão.

Vamos precisar antes de mais nada que vocês comprem a chuleta no açougue ou supermercado de sua preferência. É importante pedir para ela vir temperada. (o tempero consiste em ervas como orégano, limão, pimenta, entre outros tempeiros)

A parte da churrasqueira é a que define o bom sabor da carne, é importante ressaltar que a chuleta nunca deva ficar sobre labaredas e sim um fogo brando, pois se queimar ela fica incomestível. Segue fotos da chuletada realizada pelo pessoal aqui do blog:

PS: Sei que está meio vago, mas se houver dúvidas é só comentar. Ah, a chuleta é a carne com osso!

Ano novo, vida nova, design novo!

fevereiro 9, 2009

Bom não poderíamos iniciar nossas atividades este ano sem nenhum tipo de mudança. (digo isso porque o ano no Brasil só começa mesmo depois do carnaval) O Sr. Walla deu a dica e resolvemos dar continuidade no blog com uma nova roupagem, mais apropriada com e mais fiel a identidade do chuleta.

Não acaba por ai, estamos nos dedicando no desenvolvimento de novos “headers” ou cabeçalhos para que vocês escolham qual que deva representar nosso blog. Fiquem atentos para a próxima enquete, porque ela definirá isso!

Valeu pessoal, estamos trabalhando para entregar sempre um conteúdo mais interessante para vocês! Espero que gostem!

Voltando a postar

janeiro 20, 2009

Depois de uma longa pausa, estamos, digo, estou  de volta as postagens.

Google atualiza o Reader

dezembro 5, 2008

Quem usa o Google Reader deve ter percebido uma mudança no visual. Agora existe a opção de visualizar novos itens em forma de tópicos, não somente na tradicional forma expansível. Outra grande mudança é a sessão “itens de compartilhamento”, que ficou mais organizada e demonstra seus amigos com quem você compartilha o conteúdo.

Quem sabe eles não lançam em breve temas, que nem fizeram pro Gmail. Quem quiser já pode experimentar o Helvetireader.

Não sabe o que é Google Reader? Feeds? Veja o vídeo abaixo com o tutorial de como usar o Google Reader, além do post sobre o feed do Chuleta.

Para receber nossas atualizações, basta clicar no icone abaixo ou na barra lateral.

rssposts1

Se eu fosse uma beringela…

novembro 28, 2008

Parece brincadeira, mas já faz mais de vinte dias que não conseguia escrever aqui no blog, e pelo menos uns 10 que nem entrava para conferir. Que descaso! Contudo, meus “problemas acabaram-se“, e volto com as forças revitalizadas e prontas a encarar os novos desafios de atrair leitores cada vez mais sedentos por novidades e entretenimento, marcas próprias deste blog.

Saudosismos a parte, vamos aos posts!

PS: Agradeço ao walla que menteve algum resquício de vida aqui do site.