Archive for the ‘entretenimento’ Category

ônibus

março 1, 2010

– Não me lembro de todos os detalhes com precisão…

– Conte-me o que você sabe então.

– Esta bem, tudo começou hoje de manhã, como todos os dias eu estava indo para o meu desinteressante trabalho. Como você já deve saber eu sou funcionário do Detran e passo o dia carimbando formulários e requerimentos. É um trabalho penoso e enfiado naquele muquifo, sem ver a luz do dia e com a fumaça de cigarro pairando no ar torna o lugar um tanto insuportável. Voltando para o que aconteceu, eu estava a caminho do trabalho no meu terceiro ônibus. Enlatados comigo estavam uma pequena centena de pessoas, foi quando esmagado por bundas, braços e com pouco ar nos pulmões pude perceber na cintura de um passageiro um revólver prateado. O sol refletia na arma e a fazia brilhar o que fisgava o meu olhar sobre ela. Nossos olhos são os únicos órgãos que não sofrem pressões dentro do ônibus, são os únicos que podemos movimentar sem dificuldades. Mas enquanto os dos outros passageiros estavam à procura de espaços para respirar os meus estavam fixados na arma. Eu não tinha medo daquele homem sacar a arma e assaltar ou assassinar uma pessoa no ônibus, pois simplesmente era impossível com aquele tanto de mundo. Fruto do azar ou do poder da fascinação a constrição fez o revólver cair da cintura do homem. Amortecida pelas calças, coxas e pés a pistola atingiu o chão sem grande barulho e não chamou a atenção mesmo ricocheteando entre as já comprimidas pernas. Três paradas a frente era um ponto nevrálgico da linha, o ônibus se esvaziava pela metade, mas rapidamente outra manada vinha preencher os espaços vazios. Não era a minha parada, mas com a movimentação de pessoas eu poderia alcançar aquele objeto que tanto me fascinava. Foi assim que sucedeu, entre uma boiada e outra consegui me abaixar e pegar a arma. Ao levantar eu mal conseguia erguer a cabeça e respirar como se a passagem entre o mar de gente tivesse se fechada sobre mim. Confinado entre as peles sebosas e os cabelos oleosos pude perceber o olho do homem fixado sobre mim. Se por um instante eu tinha pensado em perfurar o meu chefe doze vezes eu não podia mais.
Aquele olho me fixava, não piscava e como uma ave de rapina a pupila se focava na presa. O olho daquele homem era mais do que uma janela para a alma, mas também um espelho da minha danação. Recuperar o revólver e matar a testemunha era o que dizia o glóbulo.
A viagem continuava e mesmo com as vibrações e instabilidades aquele olho não desgrudava em nenhum momento de mim. Cheguei ao meu ponto, durante a parte da viagem em que eu estava armado e fuzilado eu tinha chego a covarde conclusão de devolver a arma para o olho. Assim que coloquei o pé na calçada senti uma força me segurando pelo braço. Virei-me e lá estava o olho acompanhado do seu par simétrico e tão severo quanto. Apontei a arma para ele. O olho não mudou de expressão, aproximei o cano e entreguei o revólver.
Depois disso não lembro de mais nada, acordei com uma dor de cabeça aqui na delegacia. Acredito que ele me deu uma coronhada e desmaiei.

– Se esse for o caso você não deveria estar num hospital?!

– Acho que sim, não sei por que me seguras aqui!?

-Talvez tenha a ver com o seu chefe.

– O que tem ele?

– Contaram 12 furos no corpo dele.

Anúncios

Hasta la vista babies

outubro 19, 2009

Já faz tempo, muito tempo para falar a verdade que nem mesmo apareço por aqui no blog. Contudo, uma vontade viril de voltar a escrever me fez tomar a decisão de retomar minhas atividades por aqui. Agradeço a todos que sempre estiveram nos visitando, dando suas opiniões e mantendo as visitas ao site sempre com boa média. Agora vamos ao post.

Para falar a verdade não queria recomeçar com com este artigo, que é sem dúvidas herege. Entretanto a produção foi tão bem feita que não posso deixar de lado, trata-se de uma paródia envolvendo o velho andróide criado por John Connor, na série O Exterminador do Futuro. Desta vez, o grandalhão aparece na remota terra da Galiléia, no ano zero, com outros objetivos programados. Vale a pena conferir:

Hasta la vista…

Sorry I’m Late

junho 2, 2009

Tirando fotos do teto para o chão, Tomas Mankovsky fez um curta utilizando a técnica do stop-motion, que há um tempo atrás dominava os vídeos na internet.

Confira também um making of no site oficial do curta, sorry-im-late.com, no qual se pode ter uma noção do trabalho que é fazer stop-motions.

Batman vs Coringa Break Dance

março 29, 2009

Este video de Youtube oferece algo novo, além de ser uma animação em stop-motion muito bem feita no estilo do Iron Man vs Bruce Lee.
Ela oferece algo novo no site que é a interatividade. Você escolhe o seu personagem o coringa ou o Batman e tenta derrotar o seu oponente acertando a sequência. Cada vez que você acerta outro video é carregado mostrando os passos de dança. No final ganhando o perdendo oferecem o Street Fighter no mesmo estilo, que vale a pena ser conferido.

Evolution of Dance II

janeiro 20, 2009

Durante a pausa do Chuleta, o comediante Judson Laipply lançou a continuação do famoso Evolution of Dance, um dos vídeos mais vistos no YouTube. Como sempre, continuações nunca são tão boas como os originais, mas vale conferir.